Câmara Municipal de Cristiano Otoni

Inicial Informações Paisagens Legislação Portal da Transparência Fale conosco
Portal Interlegis - Comunidade Legislativa na Internet

 


 

Voltar

 

Curiosidades

 

Futebol

 

Campo do “Vermelhão”

               O terreno situado no Bairro Pinheiros, conhecido como campo do “Vermelhão”, fazia parte das terras que começavam na casa da sra. Maria Balbina, atravessava a estrada de rodagem que ligava Cristiano à localidade de Pinheiros, indo até uma moita de bambu dentro da grota onde dividia com Sebastião Martins, indo por esta até a divisa dos herdeiros de Manoel Henriques de Araújo. Este terreno, diziam que pertencia ao “Santo”, e depois o sr. Manoel Messias, ex-Prefeito de Cristiano Otoni, procurou legalizar, onde foi doado para muitos moradores. Depois, a Prefeitura construiu muitas moradias, mas na realidade, este terreno foi doado ao então Distrito de Christiano Ottoni pelo sr. José Bonifácio de Andrada e Silva, e sua esposa, sra. Corina Lafayette de Andrada, no ano de 1918, e aprovado pela Câmara de Queluz de Minas, no dia 11 de junho de 1918, de acordo com a documentação arquivada no Cartório de Notas e Registro Civil. O campo do “Vermelhão” foi muito utilizado pelo Christianense Foot Ball Club, que o adquiriu em 1952, e o trocou, em 1989, pelo seu atual campo, o Estádio "Geraldo Magella".

 

Christianense Foot Ball Club

               Em 21-04-1923 foi fundada em Cristiano Otoni uma agremiação esportiva com o nome de “Manoel Baeta Foot Ball Club”, cujo estatuto foi registrado em Cartório no dia 26-05-1923. O campo de futebol era no local onde hoje está o Centro de Saúde. Em 31-03-1925, por decisão da Assembléia Geral, esta agremiação passou a chamar-se “Christianense Foot Ball Club”, conforme registro datado de 22-05-1925.

                No princípio da década de 1940, o campo do Christianense Foot Ball Club era fechado, cercado com esteira de bambu (taquara). Nesta época, o Christianense estava no auge, e os principais times visitantes eram: o Meridional (profissional) e o Guarany (Lafaiete); o Esportivo (Congonhas); o Mineiro Palmira (Santos Dumont). Até uma partida com o júnior do Clube Atlético Mineiro foi realizada. A bilheteria era onde hoje está o início da Rua Manoel Messias, e quem vendia os ingressos era o Sr. Silvio Alves, tio do Sr. Celso Alves.

                O interessante é que, apesar da cerca com esteira de bambu, nunca houve depredação por parte de quem freqüentava o estádio; e foi assim por alguns anos até que se parou de cobrar ingressos, e os torcedores passaram a contribuir com o clube dentro do estádio, com a quantia que quisessem ou pudessem doar.

               Antes da metade do Século XX, lá pelos anos de 1939 a 1942 foi feita esta foto do Christianense F.C. em dia de treino no campo, que ficava perto da Matriz de Santo Antonio, no local onde, após alguns anos, o sr. Arthur José da Silva (Arthur Borges) construiu uma carpintaria e marcenaria. Como a foto já está deteriorada pelo tempo, os jogadores estão quase irreconhecíveis, e quase todos já são falecidos. Então, da esquerda para a direita, nós temos; em cima: Dedão (Oséias Schifini), Wilson Martins, Targino, Jair (da D. Lucília), Artur Moreira,Walter Rocha, Lulu (Luiz Alves), Magella (Geraldo Magella), Afonsinho, Waltério e Nelson (do sr. Lau). Em baixo: José Baêta, Comeria (Mário Segundo), York Zille, José Zille, Zé Mulata (José Fernandes Costa), Lió Martins (deitado na frente com a bola), Zé Bigode (José de Souza Alves), Joaquim Righ, Rui, Alípio Ferreira e Tiziu – este último jogou em time profissional.

               Em 25-11-1952, o Christianense F. C., por meio de seu Presidente João Paulino Pereira Lima, adquiriu, de Mariana Bibiana de Araújo, conforme Escritura, o terreno onde foi feito um campo de futebol, chamado “Campo do Vermelho”, ou “Vermelhão”, devido à cor da terra.

               Entre as conquistas do Christianense, destacamos o empate em 1 x 1 com a Seleção de C. Lafaiete, na década de 1970, jogando naquela cidade. O gol do Christianense foi marcado por Tadeu, e o time-base daquela época era o da foto abaixo:

Foto do Christianense Foot Ball Club do início da década de 1970. Em pé, da esquerda para a direita:

Santiago (técnico); João Luiz, Henrique, Waltinho, Tureca, Joaquim, Zé Boi, Paredão e Sr. Walter Zille (Presidente);

Agachados: David, Adilson, Tadeu, Marquinhos e Dequinha.

Participavam também do time: João Luiz, Lão, Wilson, Zé Odilon e Preto.

 

                Na foto abaixo uma das formações do time amador do Christianense Foot Ball Club, entre os anos de 1985 e 1986:

Em pé, da esquerda para a direita: Gato, João, Ênio, Amaral, Gerson e Wilsinho.

Agachados: Valtinho, Tuquinha, Zé Capeta, Zé Alberto, Tilico, Padre Oscar e Valtinho Peixoto.

 

                Em 15-09-1989, por intermédio de seus diretores (Antonio Jarbas de Souza Lima e José Alberto Zille), foi realizada a troca do terreno com o sr. Manoel de Oliveira Dutra, passando o Christianense a ser o proprietário do terreno onde hoje se encontra o seu campo, que tem o nome de “Estádio Geraldo Magella”, em homenagem a um de seus mais assíduos torcedores, que foi também jogador.

               Em 1998 foi viabilizado Convênio com a Assembléia Legislativa, que possibilitou a instalação do alambrado, melhorando consideravelmente as instalações do campo de futebol, oferecendo mais segurança e proporcionando a disputa de jogos de campeonatos regionais e municipais. Nos anos seguintes foi concluído o vestiário. Em 2012, também através de convênio com o Governo do Estado, foi inaugurada a iluminação.

               Atualmente o Christianense disputa os campeonatos municipais: de Várzea, com o time de Veteranos e o 3º Quadro; e Amador, com o 1º e 2º Quadros. Foi campeão das duas edições da Copa Cristiano Otoni (Amador): em 2003, com o Christianense A; e em 2004 com o Christianense B.

 

Central Futebol Clube

                Em 28-06-1969 foi fundado em Cristiano Otoni o Central Futebol Clube, pelos senhores: Joaquim de Oliveira, Hélio de Oliveira, Osvaldo Rodrigues Pereira, Joaquim Delfino e George Dutra. O nome desta agremiação esportiva foi devido ao seu campo de futebol estar ao lado da antiga “Estrada de Ferro Central do Brasil”, hoje Rua Bebiano José Vieira, no Bairro Soledade. O campo de futebol foi denominado de “Estádio Osvaldo Rodrigues Pereira”, em homenagem a um de seus fundadores. Destacamos também a atuação do Sr. José Marques, o “Tibira”, que muito contribuiu para as conquistas do clube. Entre os Títulos conquistados pelo Central F.C., destacamos: Campeonato de Cristiano Otoni e Copa Integração Regional, nas categorias: 3º Quadro, Aspirantes e Amador. Destacamos também o Vice-campeonato da Copa Lafaiete nas categorias 3º Quadro e Amador, e o Vice-campeonato da Copa Carandaí, categoria Amador. Nas fotos abaixo, os times que foram campeões da Copa Integração Regional, categorias Amador e Aspirante, respectivamente, em 22-11-1998:

Em pé: Milagroso (técnico), Crioulo, Dinei, Adriano Assis, Júlio César, Tininho, Lado, Bedeu, Emerson e César;

Agachados: D’Castro, Adriano Neto, Osmar, Totonho, Romero, Marcelo e Nem.

 

Em pé: Luís (técnico), Anderson, Lia, Marco Aurélio, Ronaldo, Nilton e Dinho;

Agachados: Zé Márcio, Marquinhos, Luís Carlos, Juninho, Baixinho e Wagner.

 

Sucata Futebol Clube

                Na segunda metade da década de 1950, já próximo ao ano de 1960, existia um time de futebol com o nome de Sucata Futebol Clube. Foi fundado por elementos que diziam-se bons de bola; jogavam no campo do Christianense, e fizeram grandes partidas aqui em Cristiano Otoni e fora daqui, obtendo muitas vitórias; então outra turma fundou outro time com o nome de Munha, liderado pelo saudoso Pe. Santos. Os componentes do Sucata eram os da foto abaixo: Celso Alves (Careca), Paulo Borges (Mudo), Willian Magella (Balofo), Geraldo Borges, Odilon Ribeiro, Marinho Viola, Paulinho do Tunico, Hedson Damasceno (Repolho), Duarte, José Pedro (Grande) e José Márcio Magella.

 

Voltar

 


 

Inicial Informações Paisagens Legislação Portal da Transparência Fale conosco
Portal Interlegis - Comunidade Legislativa na Internet